Sunday, May 23, 2010

A propósito...

Não é que haja muita gente a esforçar-se para me agradar.
Na realidade, o número de pessoas não chega a ultrapassar uma dezena.
É até um pouco menos do que isso.
Julgo que ronda mesmo o zero.

Isto, embora eu não possa confirmar este valor.

Afinal posso: é zero é.

De qualquer maneira, e apesar de não jogar, ninguém me diz que amanhã não possa ganhar o euromilhões e consequentemente ter logo inúmeros borra botas a lamberem-me vigorosamente uma das nádegas numa busca sôfrega por migalhas. Eu sei porque era isto que eu faria se alguém meu conhecido ganhasse o euromilhões.

Como tal, tendo em vista essa possibilidade, decidi aqui deixar de forma muito sumária uma lista das coisas que eu mais detesto e que deverão ser evitadas caso eu fique poderoso da noite para o dia. Actualmente isso só acontece após o banho, quando penduro uma toalha ao pescoço e corro nú pela casa com o braço em riste, como se estivesse a voar, mas antecipo que em breve o meu "poder" irá adquirir contornos reais e, digamos, menos assustadores. Seria bom voltar a receber pessoas cá em casa outra vez.

Bom, então cá vai...

LISTA DAS COISAS QUE EU MAIZÓDEIO NA VIDA E QUE, CASO EU GANHE O EUROMILHÕES OU APRENDA REALMENTE A VOAR COM UMA TOALHA DE BANHO PENDURADA AO PESCOÇO, DEVEM SER EVITADAS TENDO EM VISTA O MEU PLENO BEM-ESTAR

- Pessoas a fazer segundas vozes quando ouvem músicas na rádio
Se vocês cantassem bem acham que o vosso momento de glória seria esse?! Pensem um bocado e fechem a goela! Que cambada...

- Alguém que retira um pedaço da minha sobremesa após ter rejeitado pedir uma para si próprio(a)
Num mundo ideal, eu teria o direito de enterrar a colher no globo ocular do abusador... Mas enfim, é esta pouca vergonha.

- Empregados de mesa engraçadinhos e que "gostam de conversar"
Normalmente, o meu sorriso amarelo diz tudo. Mas eles não reparam porque eu estar ali ou estar uma cabaça gigante, para eles é igual. Querem é plateia!

- Malta que fala comigo a olhar fixamente para a minha testa
Eh pá, das duas uma: ou colocam óculos de sol ou arranjam uma personalidade! Ou então tenho de começar a escrever coisas na testa, não vá esbarrar com uma destas criaturas. Qualquer indicação como "OS OLHOS 'TÃO MAIS ABAIXO, Ó CRETINO!!!"

- Todo e qualquer GPS
Por mais avançado ou engenhoso que seja, para mim há-de ser sempre um monte de porcas e pecinhas putrefacto e traidor! E mais não digo.

- Aqueles que se colocam entre mim e o sushi
Os que haviam foram desaparecendo e ainda hoje há quem relacione o sumiço ao cheiro fortíssimo que emana do meu guarda-fatos... Se não há provas, o melhor é esquecerem o assunto.

- Malta que come caracóis
Aliás, eu ofereço a cura para este comportamento bizarro. É um tratamento que não respeita a convenção dos Direitos Humanos mas garanto que é eficaz!

- Questões financeiras, IRS, IVA e coisas assim
Às vezes penso que mais vale arranjar alguém para gerir os meu 38€ mensais e passar a descansar mais a cabeça.

- Pessoas que não sabem dançar e que insistem em bambolear-se ridiculamente
Para mim, a dança é um assunto muito sensível. Basicamente, acho que não devia existir. E então quando o "bailarino" não faz a mínima ideia do que está a fazer e ainda assim insiste em fazê-lo, temos mesmo o caldo entornado.

- Gente que barafusta para o ar, a ver se eu ouço
Acontece muita vez. Em autocarros então é um fartote. Pelo menos era quando eu andava na cruel besta mecânica, há alguns anos atrás. Mais uma razão para eu odiar os bichos.

- Coisas que desaparecem sem eu saber como
A ideia que dá é que Deus, por exemplo, precisa de um xizato e como não tem nenhum lá em cima decide levar o meu emprestado. Só que, como é um tipo atarefado e já tem alguma idade, depois esquece-se e eu é que fico a arder. Às vezes, a explicação mais lógica é mesmo esta.

- Um indivíduo que ache que é "O MAIOR"
Isto porque o maior, como é sabido, sou eu.

...

Isto para fazer uma pequena síntese.
Claro que podia ficar aqui uma noite inteira a debitar informação mas penso que será mais proveitoso se a for aqui colocando aos bochechos. Só espero é que estejam a apontar,não vá o diabo tecê-las e na altura não haver acesso à net. Depois não digam que eu não avisei.

Porque é que eu não fiz antes uma lista das coisas que gosto?
Primeiro porque não sou um Ursinho Carinhoso, já fui num emprego anterior, e hoje não perco tempo com parvoíces. Depois porque não me apeteceu.

Até porque os Ursinhos Carinhosos não ganham o euromilhões.
Se ganhassem em vez de lhes saírem corações da pança saía-lhes prostitutas de luxo do quarto.

É essa a prova dos nove.

10 comments:

ana oliveira said...

A parte da 2ª voz aposto que é comigo.
A da colher na sobremesa..é com alguém que ambos conhecemos, certo?

De qualquer modo, vou tomar nota ( mentalmente ) de todos os pontos para ocaso .... do euromilhões te sair.

Como sou esqueçida, não garanto que tenha tudo isso em consideração.Como tal, se por acaso me ouvires cantar num tom diferente daquele que está a tocar...canta comigo e não me esqueças de mim quando receberes o carcanhol. Certo? :)É QUE SOU TUA MÃE!

joaovasko said...

Vou ser o primeiro e vou abrir logo com uma opinião contra... Eu reúno pelo menos 2 das coisas enumeradas nessa lista. Ora vê lá se adivinhas. E ainda por cima são duas coisas que aprecio bastante e que não consigo controar, são mais fortes que eu. No entanto, não recebo vindo de ti, qualquer hostilidade. Por isso deixa-te mas é de tretas porque no fundo tu gostavas era de saber cantar e saborear caracóis. Magano...

Tiago Migueis said...

Pelo sim, pelo não, o melhor é lavares o cú, não te vá sair o euromilhões...

Manuel Alves said...

Eu conheço (de vizinhança) um gajo a quem saiu o belo do milhões. Mas que bela (adjectivo sarcástico) casa em pedra que se está a construir numas belíssimas (sarcasmo) linhas de novo-riquismo (o que até faz sentido se considerarmos que, bem... o tipo é um novo-rico). Na minha opinião, essa besta dos tempos modernos que é o milhões, pura e simplesmente, não devia existir. Pessoalmente, sinto que é uma piada de mau gosto acerca das minhas dificuldades em sobreviver a uma morte por inanição (está visto que tenho de trabalhar para comer). Dinheiro a troco de nada é uma coisa que devia chatear qualquer um com os valores no sítio (pelo menos quando são os outros a ganhar o dito dinheiro a troco de nada).

Ah, André, tu és um gajo com piada (devias escreve os textos do tele-ponto dos pivôs telejornais).

André Oliveira said...

Olá mãe. Sim, a história da 2º voz tem muito a ver contigo... eheheh e a da sobremesa com alguém que conhecemos, sem dúvida. Bom, mas por seres a minha progenitora talvez te safes sem respeitar um ponto ou dois da lista. TALVEZ!

André Oliveira said...

Mano, tens razão. Não sei cantar como tu mas não podes negar que fiz furor no Verão de 2003 cantando Zeca Afonso num bar de karaoke em Armação de Pêra. Mas sobre isso escreverei num futuro próximo. Agora, eu ter o desejo de gostar de caracolame?? Nem me lo digas!

André Oliveira said...

Amigo Tiago, tanto quanto possível evito lavar-me. Diz que gasta a pele.

André Oliveira said...

Hey Manuel (já agora parabéns pela capa da Zona Gráfica... mas isso são outras andanças eheh)! Pois, eu costumava arriscar no tal jogo, aos 2€ de cada vez, mas a minha incrível tendência para não ganhar nem 1 cêntimo levou-me a perceber, passado alguns meses, que talvez estivesse a perder dinheiro... Como tal desisti.

Ah e essa de escrever os tele-pontos dos pivôs é boa ideia. Sorrio ao pensar naquilo que faria o José Rodrigues dos Santos dizer...

Mima said...

Eu podia comentar tudo, mas dá muito trabalho, agora não tenho teclado, e escrever com o teclas virtual é doloroso, mesmo assim, já estou para aqui a escrever coisas a mais.
Qual é o mal de fazer uma kista das coisas que gosto? Eu tenho uma no meu blogue, mas mesmo assim há pessoas (seres pouco acreditados cerebralmente acho) que me perguntam: "de que é que eu gosto".
Segundo ponto, adorei o promenor de tu seres o gaijo que é gamado por Deus, quando ele precisa de algo. Muito bom
Terceiro - "xizato" ??? Muito aprendo contigo amigo André, estava longe de imaginar que tal objecto se escrevia assim na lingua do "zarolho"
Excelente postagem
Abraço
H-M

André Oliveira said...

Caríssimo amigo, se há pessoa que sabe do que é que eu gosto e não gosto és tu, pá! eheheh Conheces-me bem. Quanto ao xizato, ao que parece não há bem um consenso em relação à palavra...

http://www.ciberduvidas.com/pergunta.php?id=4471

Mas talvez esteja mal escrito, sim.